quarta-feira, 27 de julho de 2011

…foi Dia dos Avós!

 

image

Que neta desnaturadíssima!

Tenho me lembrado sempre deste dia tão especial e ontem, puff, não me lembrei. Shame on me! MAS, nunca é tarde para dizer aos nossos avós o quanto gostamos deles. Portanto, o “feliz dia dos avós” ficou para hoje!

Eu sou uma neta abençoada. Tenho os 4 avós ainda comigo, com mais ou menos problemas de saúde, estão quase todos bem para curvas!

…tenho a minha avó pequenina que é assim… das melhores pessoas que conheci na minha vida. Uma pessoa por quem eu dava tudo para ter tido uma vida mais feliz, uma pessoa que merece este mundo e outro e todas as estrelas que existem no céu. Criou-me, criou todos os netos, cria agora os bisnetos e somos todos o orgulho dela. Tal como ela é o nosso. É a avó que me dá colinho (sim, ainda hoje), é a avó que tenho em cada uma das minhas memórias de infância. É a minha avózinha, daquelas avózinhas ternurentas dos contos infantis, sabem?

…tenho o meu avô chiquinho, que apesar de mais ausente e do nosso caminho nem sempre ter sido feito de rosas brancas, é o avô que me ensinou coisas que mais ninguém o fez. É o avô que me levava à escolinha e ficava a ver-me brincar no recreio. É o avô que me levava à escola de bicicleta só porque eu pedia muito. É o avô que hoje se lembra sempre de mim, mesmo que nem sempre tenha a certeza de quem eu sou, se sou filha ou se sou neta. Mas lembra-se, sorri, pede-me um beijinho e tenta lembrar-se do meu nome. Gosto de acreditar que apesar da doença, se lembra de mim e do carinho que tem por mim. Isso a mim chega-me e o nome deixa de ter importância.

…tenho a minha avó prafrentex, que é aquela avó que fez sempre com os netos tudo o que uma avó normalmente não faz: joga computador, manda mensagens, manda mails, manda convites por e-mail, descobre tudo e mais alguma coisa na internet. Enfim… uma pessoa curiosa, com muito amor para dar e muitas lições de vida também. A avó que torna cada dia em sua casa especial, ou com o almoço preferido dos netos, ou com lanchinhos à beira da piscina, ou com pequenos almoços no jardim. As férias eram sempre uma aventura!

…tenho o meu barriguinha de avô, que é dos melhores homens que conheci na vida. É aquela pessoa de quem é impossível não gostar ou não ter orgulho. Calado, mas conversador e divertido, discreto e amoroso, é aquela pessoa que dá tudo o que tem à família. Que se enche de vida sempre que tem a casa cheia, que se orgulha da família que tem e que isso se vê nos seus olhos. Um avô que transmite valores de uma forma única, daqueles que nos ficam para a vida inteira. É aquela pessoa que nos dá festinhas na cara como quem dá estalos e diz amorosamente "Oh minha netinha… é tão bom ter-te aqui enquanto eu contraio a cara e tento dizer que também gosto muito dele.

Estes são os meus 4 amores perfeitos… todos diferentes, tão diferentes! Mas 4 pessoas que eu amo do fundo do meu coração e nunca vou deixar de amar. São pessoas que marcam a minha vida para sempre. São pessoas que me enchem de orgulho e amor.

Feliz dia dos avós, para todos os que têm este maravilhoso título.

4 comentários:

Manuela disse...

Querida Imagina, gostei de conhecer os teus queridos avós, pela descrição que deles fazes, bem humorada e tão ternurenta.
Que vivam muitos e bons anos :)

Imagina... disse...

Muito obrigada querida Manuela. Um beijinho grande!**

Su disse...

Parecem-me 4 pessoas de se tirar o chapéu! Que o resto dos seus dias sejam repletos de muitos sorrisos!

Imagina... disse...

De tirar muitos chapéus mesmo. Muito obrigada Su. Beijinho**