terça-feira, 15 de março de 2011

...tens um dia daqueles!


Hipótese A
Sais de casa, certa de que não te esqueceste de nada e dirigiste-te à estação de comboios. Quando estás a chegar e não tens como voltar para trás, ou atrasarias todas as sessões da manhã, lembras-te que SÓ te esqueceste da AGENDA! Pânico! Eu posso esquecer-me de qualquer coisa quando vou trabalhar, menos da minha agenda. Conclusão: passei o tempo todo de viagem a tentar lembrar-me que crianças tinha neste dia e o que diziam os milhares de papelinhos colados pela página do dia de hoje. Final Feliz: Não me esqueci de ninguém, talvez apenas de uma outra tarefa. Life goes on! Ou então não... e dás de caras com a Hipótese B.

Hipótese B
Estás tu tranquilamente a caminhar até ao teu local de trabalho quando precisas de atravessar uma estrada. A rua tem duas vias para o mesmo sentido, não vem ninguém na primeira, há uma fila de trânsito na segunda e tu tentas chegar ao passeio passando pela frente de um camião que estava nessa fila. Algo de estúpido te faz olhar para o lado esquerdo, mesmo sabendo que não havia mais via nenhuma. Foi nesse momento que aprendi que há coisas estúpidas e inexplicáveis que nos salvam a vida. Na berma da estrada vinha um carro a grande velocidade, tendo em conta o local onde se encontrava e o facto de nem circular numa estrada, que só não me levou à frente por uma qualquer razão que eu ainda não consegui perceber. Ainda me encolhi e senti bem o ventinho do espelho do carro passar rapidamente pela minha barriga. Agora sim... LIFE GOES ON!

Hipótese C
Nada de pior aconteceu, garanto! Mas depois de passar umas horas a saltitar para aqui e para ali e a baixar-me e levantar-me e etc. sentei-me durante 30 minutos. 30 minutos! Foi o que bastou para não me conseguir levantar mais, com tanta dor nas costas! Acreditam nisto? Uma pessoa deixa de fazer exercício físico e sente logo o castigo! Conclusão: passei o resto do dia a dar passos de bebé e sem me poder mexer muito e a pensar que talvez não estivesse a fazer uma figura muito diferente das velhinhas do posto médico! 

Hipótese D
Depois de um dia trabalhoso e doloroso, faltam-te as duas últimas sessões do dia. Tens 5 minutos antes da penúltima começar e tens de ir à casa de banho, lanchar qualquer coisa e escolher o material. É quando estás a tentar comer uma laranja em duas dentadas que entra alguém pela sala e te informa que a criancinha vai faltar, porque a mãe está numa bomba de gasolina a rezar para que haja gasóleo quando chegar a sua vez.  Tu tentas esboçar um obrigado ainda com a boca cheia, que soou mais a um oguigago, e pensas bem.. pelo menos tenho tempo para escolher o material à vontade. Soa o telefone! 20 minutos de conversa com uma colega sobre uma outra criança e percebes que já estás atrasada para a sessão seguinte! Chegas à sala e tens uma linda princesa de braços cruzados, a bater o pé e a dizer: já tás atrasada, não é? quando vê a minha cara, simpaticamente diz-me: não faz mal, eu sou tua amiga na mesma. Ufa! que alívio! =p

Há maneira melhor de acabar um dia de trabalho?

4 comentários:

Rita & os Tachos disse...

Que dia a 1000 km/hora! E além disso ainda ficaste com uma "amiguinha". ;) Beijinhos

Imagina que... disse...

É um bocadinho! Achei graça a miúda assim com uma cara a fingir-se zangada e depois, em resposta à minha cara, esboça um sorriso enorme e diz-me isto. Foi mesmo querida! Lol
Beijinho!

Olívia Palito disse...

Gostei realmente deste blogue. É um prazer ler-te.(Digo-te isto de forma sincera). :)

Beijo*

Imagina que... disse...

Mais uma vez, muito obrigada pelas tuas palavras. Aproveito para dizer que o sentimento é mútuo. Agrada-me aquilo que escreves no teu espaço. Beijinho!**