sexta-feira, 25 de março de 2011

…vais a um centro comercial e és a pessoa mais despistada que conheces

 

image

Hipótese A

É sexta-feira, estás cansada e a ficar doente, tens a troca de um artigo para fazer e não te apetece nada ir para o centro comercial, mas acabas por ir. Chegas ao parque de estacionamento subterrâneo e pensas em estacionar o carro perto da entrada que fica perto da loja onde vais, afinal, qualquer pessoa é capaz de o fazer. 10 minutos. 10 minutos foi o tempo que andei às voltas algures no meio do parque à procura de entradas, de lugar e de sei lá mais o quê! É que se eu ainda quisesse mesmo lá ir e o preço da gasolina não tivesse um roubo, secalhar até nem me importava com este pequeno passeio! Foi quando estava a desesperar e a pensar em estacionar no primeiro buraquinho que aparecesse que surgiu a hipótese B.

Hipótese B

Entras numa das centenas de ruas do parque de estacionamento e vês um rapaz que irritava de tanta descontração, mesmo com ar de quem não passou 10 minutos para estacionar o carro e dizia olá ao fim-de-semana. A balançar na mão dele estava uma chave de um carro. Os teus olhos até brilharam quando o viste a dirigir-se para um smart que estava mesmo à tua frente e a deixar um lugar livre para ti. Quando o rapaz chega perto do carro, pára, volta para trás e começa a observar os pneus. Toca daqui, aperta dali, vê a esquerda, vê a direita… E eu a ferver dentro do carro! Eis que o rapazolas olha para mim, esboça um olá e acena com a mão. Opah é preciso ter lata, ainda me goza! Depois de olhar para o rapaz com olhos de ver… Ah Olá! Então tudo bem? Era um amigo do meu irmão.

Hipótese C

Chegas à loja, diriges-te ao balcão com o artigo para trocar. É para fazer uma troca? | Sim é. | Já tem o artigo? | Pensei: claro que já, trouxe-o de casa. Disse: Qual artigo? | O artigo. | Mas qual artigo? | O artigo!!! (com cara de quem olha para um ET) | Eu já percebi que é um artigo, mas qual artigo? | O artigo pelo qual quer trocar. Pensemos: não poderia ter dito logo?? Tínhamos mesmo de pôr os outros clientes a rir-se da nossa figura? (entenda-se minha) Eu só precisava de entrar ali, fazer a troca e parecer uma pessoa normal! Enfim.. já passou… ou não…

Hipótese D

Chegas ao carro e pensas pelo menos vim ter ao carro sem me perder! Pois… mais valia manteres o pensamento caladinho. Corri o parque inteiro à procura da saída! Saída para ali, saída para aqui, sentido proibido e sei lá mais o quê! Já estava cheia de calor, de janelas abertas… Quero lá saber onde vai dar a saída, só quero sair! Só me apercebi que disse isto demasiado alto, quando ouvi um Minha senhora? e vi um segurança a apontar para a minha direita. Era a saída. Perdeste uma bela oportunidade de pareceres uma pessoa normal, parabéns!

Digam-me, qual é a probabilidade de estas quatro hipóteses acontecerem no mesmo dia em menos de uma hora? Há lá pessoa mais despistada (entenda-se desastrosa) que eu?

4 comentários:

L* disse...

Acredito que isso poderia acontecer comigo...ou com a minha mãe xD
Não imaginas o que eu me ri com esta tua aventura eheheh**

Imagina que... disse...

Ainda bem que há alguém tão habilidosa quanto eu! =p
Agora também me rio. Na altura tava mesmo irritada! lol
Beijinho***

L* disse...

Acredito que sim :p mas depois dá sempre para rir ;)**

Imagina que... disse...

O que também é saudável... rir da própria figura! lol =p

beijinho**