quarta-feira, 6 de abril de 2011

…chamam velharias às tuas ferramentas de trabalho!

image

Em plena sessão com uma pequena de 6 anos, mostras um jogo que pretendes jogar, que achas que nunca o jogaste com esta criança.

Logo a seguir, ela diz-te, como se tivesses feito a coisa mais ridícula do mundo: Ei! Este jogo é do ano passado! Desculpa?! lol

Eu juro que acho que nunca o joguei com ela, portanto se joguei foi uma vez!

Hipótese A

Jogam na mesma, até porque a criança colaborou perfeitamente e disse aquilo apenas no contexto de brincadeira e não é nada uma criança que se oponha ao quer que seja.

Hipótese B

Acabas a sessão e ficas a pensar como as crianças podem ser exigentes hoje em dia. Não foi pelo facto de ela ter produzido verbalmente aquilo que pensava, foi sim por ela ter chegado àquela conclusão. Faço-me entender? Uma criança, viu um jogo uma vez na vida (se tanto!), lembra-se dele e já não serve porque é do ano passado. Há crianças no mundo com uma carica como brinquedo preferido e outras que rejeitam jogos interactivos e até motivantes. Não é de todo o caso desta menina, mas levou-me a pensar nisto. Levou-me a pensar nas crianças de hoje em dia e na importância que dão a bens materiais, sendo tão novas ainda.

Talvez esteja só a divagar e a fazer filmes, ou talvez não… digam-me vocês o que pensam.

11 comentários:

Manuela disse...

Querida Imagina, são os reflexos do mundo actual, qualquer jogo ou gadget fica desactualizado em horas ;)
Beijinhos

L* disse...

Se não é o caso dessa criança, ainda bem, mas eu concordo com a hipótese B. Cada vez mais as crianças têm certas coisas como um dado adquirido e um brinquedo com um ano já é uma velharia! Como te disse uma vez, tanto a minha mãe como a minha irmã são professoras e contam muitas situações do género desta! Quando era pequena nunca me faltou nada, mas também nunca pensei assim (ainda tenho alguns brinquedos guardados no sótão e os meus primos mais novos brincavam com eles :p)! Mas também te posso dizer que quando era pequena eu reparava que haviam algumas crianças a pensar desta forma...
**

M. disse...

Não gosto de crianças gordas, de mentalidade:)

Imagina que... disse...

Manuela, eu como sou de uma geração, em que me entretinha com qualquer coisa e tudo servia para me divertir, custa-me constatar estas coisas. =S

L* sim já me tinhas contado que ouves muitas histórias semelhantes, que não deixam de me chocar.
O que dizes dos teus brinquedos é puramente verdade para mim também. Os meus pais escondiam os brinquedos antigos e passado um aninho eram brinquedos novos outra vez! Serei eu assim tão dinossaura?? lol

M., os teus comentários são sempre um desafio à minha capacidade cognitiva, que a esta hora do dia já nem sempre funciona bem. Mas acho que percebi e que concordo! ;p **

Ivânia Santos (Diamond) disse...

É a educação que estas crianças tem... ficam com a mentalidade "gorda" como referia um comentário acima..

Pois o meu filho, com 6 anos não responderia isso de certeza! ;)


xoxo*

Imagina que... disse...

Tens toda a razão Ivânia. E estas histórias são cada vez mais comuns... infelizmente! :S

Beijinho**

Olívia Palito disse...

Concordo com a hipótese B.
Hoje em dia, esta criançada tem tanta coisa, que até se tornam caprichosas, ao ponto de se fartarem de um brinquedo, após o usarem uma única vez.
É triste, mas é verdade. :)

Beijo*

Imagina que... disse...

É mesmo essa a palavra certa Olívia, "caprichosas" desde tão pequeninas!...

Beijinho***

Nita disse...

Concordo com a B, infelizmente certos pais " compram" os filhos para compensar as suas ausencias derivado à vida que actualmente têm. Concordo com a Manuela, é o "mundo actual". Nunca tive problemas com os meus filhos neste aspecto, mas tenho uma luta constante com os pais do meu sobrinho-neto que eu tomo conta. Fazem chatagem com ele por tudo e por nada o que me irrita um pouco, comigo ele não faz, nem pede nada.

Beijos
LY

Imagina que... disse...

Essa realidade eu também conheço, mas lá que custa a aceitar uma coisa destas... recuso-me...
Enfim... lutar contra a maré. Faz parte.
Ly**

Cacarol disse...

A Cacarolinha incomoda-te?